18/07/2018

União Europeia sinaliza abertura de mercado para cachaça brasileira

Brasília (18/07/2018) – A cachaça está mais perto de ser reconhecida no mercado internacional como produto genuinamente brasileiro, porque as negociações com a União Europeia avançaram, tanto na redução de tarifas como no reconhecimento de indicações geográficas do produto. 

A avaliação é do assessor técnico da Comissão Nacional de Cana-de-Açúcar da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Rogério Avellar, que participou nesta quarta-feira (18) da Câmara Setorial da Cachaça do no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que tratou desse e de outros assuntos ligados à bebida.

“A União Europeia está fazendo propostas para reconhecer a importação da cachaça. São propostas tímidas ainda, porém, mais objetivas para facilitar a exportação do produto para o bloco”, disse. 

As negociações com a União Europeia vão possibilitar ao produtor de cachaça a valorização do produto, a abertura novos mercados e a maior formalização da atividade, ressalta Rogério Avellar.

 

“A exportação brasileira de cachaça ainda é muito pequena, em torno de 2% do que é produzido. Com essas negociações conseguimos vislumbrar um mercado enorme porque a cachaça é bem aceita onde entra. O mercado de exportação é importantíssimo para associar cachaça à qualidade e não a produto de baixo valor. Isso tudo reverte em benefícios para o produtor, que poderá comercializar melhor sua produção”. 

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br 
senar.org.br
twitter.com/SENARBrasil
facebook.com/SENARBrasil
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA

Áreas de atuação

Cana-de-açúcar

Veja também